MATRIZ DE INTEGRAÇÃO

A integração é uma opção adicional ao sistema de transporte público em Petrolina, através do qual o usuário pode trocar de ônibus, sem pagar uma nova passagem, desde que se passe na catraca do ônibus seguinte dentro de um determinado período de tempo. O modelo de integração escolhido para Petrolina, agrega os conceitos de integração espacial e integração temporal.


A integração temporal é caracterizada pela utilização pré-determinada de um período de tempo que habilita este processo. Só pode fazer a Integração Temporal quem usar o cartão da bilhetagem eletrônica (BIP-Cidadão, BIP-Trabalhador e BIP-Escolar). Portanto, quando o usuário embarcar no primeiro ônibus e passar o cartão no validador (máquina ao lado da catraca), ele cobra o valor da tarifa de ônibus (R$ 3,70, no caso do BIP-Cidadão e BIP-Trabalhador e 1,85 BIP-Estudante) e registra no cartão a linha que está sendo utilizada, o sentido e a hora exata. O usuário desce na parada onde pretende embarcar no ônibus da outra linha e, ao entrar no segundo ônibus e passar o cartão no validador, aparecerá o nome INTEGRAÇÃO e a catraca será liberada sem ser debilitada uma nova passagem.


Já a integração espacial representa o deslocamento de um ponto A para um ponto B, através de um determinado conjunto de linhas. O objetivo da integração espacial é fazer com que as pessoas possam ir de uma região/bairro para uma outra região/bairro sem pagar duas passagens. Entretanto, existe restrição no deslocamento das linhas por sentido , através de uma “matriz de integração”, de modo que não são todas as linhas que se integram entre si e que o usuário não poderá fazer percursos de “ida e volta” para a mesma região com a mesma passagem.


O que é matriz de integração?

A matriz de integração é o conjunto de informações gravadas nos validadores eletrônicos que determina que linhas (por sentido) integram entre si. Cada linha possui um sentido de “ida” e outro de “volta”, com exceção das linhas circulares (que possuem somente um sentido, ou "ida" ou "volta"). Exemplificando esta questão, imagine que exista duas linhas (X e Y). Neste caso teremos quatro opções de integração: ida de X com ida de Y, ida de X com volta de Y, volta de X com ida de Y e volta de X com volta de Y. A matriz de integração poderá permitir a integração nas quatro opções, em três, em duas, em uma ou em nenhuma, dependendo do itinerário das linhas.

BUSCAR POR LINHAS

Últimas Notícias

Recadastramento Cartão Estudantil

Começa no próximo dia primeiro de[...]


SAIBA MAIS

Regras de Integração

[...]


SAIBA MAIS

Recarregue Sem Sair de Casa

Novidade galera, agora os cartões BIP Co[...]


SAIBA MAIS
+ Ver todas as notícias.

Tenha as previsões em tempo real.

Com o CittaMobi ficou muito mais fácil se programar.

SAIBA MAIS